Ceramic Vases

BLOG

Design de interiores e Arquitectura

Oferecemos soluções de decoração prontas-a-montar, num serviço 100% Online.

Slow Design, o que é e como aplicá-lo?



Como bem sabemos, a moda pode ficar muito volátil, roupas ou produtos que hoje estão no topo das vendas, depois de alguns meses podem ser classificados como antiquados. No entanto, os estilos sempre foram marcados como intemporais, e esse é precisamente o ponto a ser alcançado através do 'Slow Design' ou, também conhecido como 'Slow Decor'.


O que é o Slow Design?

Slow Design é um conceito que foi criado a partir de um movimento desenvolvido em meados da década de 1970 na Itália, denominado 'slow food'. Este último assenta os seus alicerces em oposição ao estilo de vida que muitos de nós levamos actualmente, onde todo o consumo é feito com rapidez e pouca consciência.

No caso do slow food, foi um incentivo de apoio aos restaurantes italianos locais e tradicionais, em oposição à comida rápida que é criada a partir da industrialização. Por outro lado, o slow design foi extrapolado para a área da decoração, com o mesmo princípio, o de apoiar produtos locais e sustentáveis ​​em vez de optar por 'moda rápida e consumista".




Habituámo-nos a adquirir produtos que são neste momento funcionais ou atraentes, mas que não sabemos o seu benefício a longo prazo. Por este motivo, estrutura-se o conceito de slow decoration, onde se propõe realizar um processo de decoração lenta, e incorporar elementos de qualidade e intemporais, que possam ir ao encontro das necessidades da casa a longo prazo.

De certa forma, o slow decor, além de preencher uma necessidade, é sustentável com as nossas vidas e com o meio ambiente. O slow design geralmente abrange um tempo de execução mais longo em todos os aspetos que um processo decorativo contempla: planeamento, procura de móveis, materiais e o teste dos produtos adquiridos.


Dicas para ajustar o seu lar em torno do Slow Design

Como contamos, o slow design tem muito a ver com a consciência pessoal e com a incorporação de um estilo de vida. Por isso, é importante conhecer muito bem cada um dos espaços da casa e o que queremos viver neles. Existem algumas dicas que podem ajudar no processo de adaptação da sua casa em torno do slow decoration e vamos a falar sobre elas a seguir:

Adeus ao relógio e ao calendário!

A decoração lenta ou slow design trata de ir com calma e adquirir os produtos que o façam sentir confortável, por isso não há limite de tempo para terminar a decoração. São projectos que demoram, não saber por onde começar ou o que fazer é um excelente ponto de partida, já que te dá tempo para investigar estilos que lhe parecem, estudar muito bem os espaços da sua casa, e até depurar e organizar os elementos que estão presentes na sua casa.

Mantém apenas os elementos funcionais e em bom estado, o slow design pode se assemelhar em certos aspectos ao estilo minimalista. Caso não tenha noção do que possa fazer, cá está o Serviço EasyDecor para ajudar. Enviamos-lhe um Caderno com todas as indicações de montagem ao seu ritmo, à sua velocidade.

Orçamentos conforme o momento e a necessidade

Um dos segredos do slow design, que também é muito benéfico para o bolso das pessoas, é como gerir o orçamento. Considerando que as compras para este estilo de decoração devem ser muito bem pensadas, e que não se procura abarrotar o espaço com peças (trata-se de qualidade e não de quantidade), os orçamentos costumam ser mais bem administrados e utilizados num longo período, o que permite reduzir despesas contínuas e repetitivas.

Elementos sustentáveis ​​e Eco-friendly

Os elementos e móveis suspensos ​​é um segredo das dicas do slow design, já que procura manter móveis que tenham grande durabilidade e enquadrem bem nessa filosofia de vida. Nesse sentido, o uso de tecidos naturais, como o algodão, são altamente recomendados, e também móveis de madeira natural.

Padrões e Cores que transmitem sensações agradáveis

Muitos autores mencionam a necessidade de usar cores com tonalidade pastel, o que realmente é importante nesse aspecto é usar uma paleta de cores que combine com o estilo de cada pessoa. Portanto, um requisito é que a escolha das cores não seja baseada apenas na moda do momento, e sim que proporcione durabilidade por um longo período, transmita sensações agradáveis​​ aos habitantes do lar.


Conclusão

O slow design é um conceito que entrou no mundo da decoração e veio para mudar paradigmas. Levanta premissas muito diferentes dos estilos decorativos usuais e que tendem a ser percebidas principalmente como um estilo de vida. Embora possa ser um estilo que não combina com todos, é uma forma muito benéfica e positiva de decorar o seu lar.


Michelle Hernández

Membro da equipe de Habitium.pt e Materialesdefabrica.com

Contacto: comunicacion@materialesdefabrica.com


 

Se também gostaria de participar no Blog EasyDecor envie a sua proposta para geral@easydecor.pt

39 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo